Pele seca: O que devo fazer?!

A pele seca é caracterizada pela falta da quantidade de água necessária na camada mais superficial da pele, a epiderme. Tanto homens quanto mulheres podem ter esse tipo de pele, mas com o avançar da idade esse é o tipo que mais predomina, pois nessa faixa etária a tendência é diminuir a quantidade de óleos naturalmente produzidos na pele.

TPM - 19 maneiras de tratar os sintomas

E todo mês é a mesma coisa, acontece uma guerra biológica no corpo e na mente da mulher, mais precisamente cerca de duas semanas antes da menstruação. De um lado temos o estrogênio e do outro o progesterona, dois "exércitos inimigos" que começam a se organizar para a batalha, dois hormônios que regulam o ciclo menstrual e afetam o sistema nervoso central. Geralmente esses hormônios trabalham juntos (um a seguir o outro), mas quando um resolve dominar o outro saí de baixo, é aí que surgem os problemas.


Algumas mulheres conseguem escapar dessa guerra interna, porque os hormônios alcançam um equilíbrio pacífico, outras até conseguem controlar a situação, mas tem mulheres que acabam sofrendo demais com essa batalha. 

Para entender melhor, quando os níveis de estrogênio sobem excessivamente, elas se sentem irritadas e nervosas. Quando o progesterona está em alta, o sintoma é de depressão e fadiga.

Essa batalha pode durar dias, e os sintomas físicos conhecemos muito bem, não é?!
  1. Inchaço
  2. Aumento de peso
  3. Dores de cabeça
  4. Dores nas costas
  5. Acne
  6. Alergias
  7. Seios doloridos
Pode-se ter alguns desses sintomas, ou todos eles, cada mulher reage de um jeito. Além disso, ainda podemos sentir aquele desejo incontrolável de comer sorvete, chocolate ou batata frita. 

E o sintoma psicológico fica uma maravilha, o estado de espírito se altera completamente sem razão, podendo ir do riso até a depressão, passando pelo mau humor, é claro!!! No meu caso, eu começo o dia de um jeito e termino de outro rssss.

E de repente, os exércitos fazem as pazes e tudo volta ao normal, como se nada tivesse acontecido. A menstruação chegou!


Nem todas as mulheres tem TPM (também conhecida como SPM - Síndrome Pré- Menstrual), ou tem os mesmos sintomas e intensidade do mal estar,  algumas tem menos, outras mais, e nem todas reagem bem aos mesmos tratamentos. Então o jeito é testar para ver o que realmente irá funcionar para você.

Segue abaixo uma lista com 19 maneiras para tentar amenizar os sintomas durante esses dias de guerra:
  1. NÃO SE PREOCUPE E SEJA FELIZ: Pode parecer brincadeira mas funciona, e olha que minha TPM parece o tempo em Curitiba, 4 estações em um dia só, no caso, todos os sintomas. Não é fácil ignorar algo que teima em se mostrar presente, mas também não é impossível. Sei que tem mulheres que não conseguem driblar o mau humor ou a depressão, mas uma atitude positiva e autoconfiante pode ajudar nessas horas. Sente-se de maneira confortável e respire algumas vezes, prestando atenção na sua respiração, e pense que nada está acontecendo de errado, que você é saudável e que consegue controlar seu stress. O importante é parar um pouco e cuidar das emoções.
  2. COMA POUCO DE CADA VEZ: Entendo perfeitamente que nessa batalha temos vontade de comer pelos dois exércitos, mas isso não vai levar à lugar nenhum, até mesmo porque pode até acentuar o que queremos diminuir. Os maus hábitos alimentares podem agravar os sintomas, e há médicos que sugerem a diminuição do consumo de açúcar por esses dias.
  3. EVITE CALORIAS VAZIAS, ou seja, tudo aquilo que não seja natural, que a natureza te dê. Se ceder aos doces, por exemplo, irá se sentir pior, pois lhe causará mais ansiedade e alterações de humor. Uma ótima opção é comer uma fruta fresca.
  4. REDUZA LEITE E DERIVADOS: não ingira mais do que duas doses de leite magro, queijo fresco ou iogurte. A lactose pode bloquear a absorção do magnésio, um mineral que ajuda a regular os níveis de estrogênio, e pode aumentar a sua eliminação.
  5. EVITE AS GORDURAS:  A gordura animal aumenta os níveis de estrogênio.
  6. REDUZA O SAL: Procure reduzir a quantidade de sal durante 7-10 dias antes do início do período para evitar a retenção de líquidos.
  7. AUMENTE A INGESTÃO DE FIBRAS: As fibras ajudam o organismo a eliminar o excesso de estrogênio. Os alimentos ricos em fibras são principalmente os de origem vegetal, como: frutas, verduras, legumes, cereais como arroz integral e milho, feijão, grão-de-bico, frutas secas.
  8. DIMINUA A CAFEÍNA: Consuma menos café, chá, chocolate e outros produtos que contenham cafeína. Foi demonstrado que a cafeína contribui para a sensibilidade nos seios, para a ansiedade e irritabilidade.
  9. EVITE O ÁLCOOL: A depressão que vem com a TPM é acentuada pelo álcool, podendo agravar as dores de cabeça, fadiga e provocar o desejo de comer doce.
  10. NADA DE DIURÉTICOS: Com o intuito de não reter líquidos, várias mulheres apelam para o diurético nesse período, mas juntamente com os líquidos, os diuréticos eliminam minerais importantes. O melhor mesmo é evitar o álcool e o sal.
  11. SEJA MAIS ATIVA: A atividade física aumenta o fluxo do sangue, relaxa os músculos e combate a retenção de líquidos, além de estimular a produção de endorfina, o que nos transmite a sensação de bem-estar.
  12. DIMINUA A TENSÃO NO AMBIENTE: Nessa fase procure usar cores leves, ouvir músicas relaxantes, isso contribuirá para que o ambiente seja mais calmo, visto que a mulher está mais sensível à tensão do ambiente nesse período.
  13. RESPIRE PROFUNDAMENTE: A respiração pouco profunda diminui a energia provocando a tensão. Pratique a inspiração e expiração lenta e profunda.
  14. TOME BANHO: Se tiver banheira em casa, prepare um banho com sais minerais para relaxar a musculatura. Adicione à água quente da banheira uma xícara de sal marinho e outra de bicarbonato de sódio. Fique relaxando na água por 20 minutos.
  15. QUE TAL NAMORAR UM POUQUINHO? Os músculos doloridos e a má circulação melhoram muito após relações sexuais satisfatórias. A estimulação e o orgasmo ajudam a drenar o sangue e o excesso de líquidos dos orgãos congestionados.
  16. CUIDE DA INSÔNIA: Se a insônia for um dos sintomas da sua TPM, que tal ir para a cama algumas horas mais cedo? Dessa forma aliviará o cansaço e a irritabilidade associados à falta de sono.
  17. CUMPRA UM PROGRAMA: Durante esses dias, coloque na agenda apenas aquilo que você sabe que conseguirá cumprir, para que não se sinta sobrecarregada com tantas tarefas. E se for preciso, faça alterações nos seus planos diários.
  18. DEIXE AS OBRIGAÇÕES SOCIAIS PARA OUTRA OCASIÃO: Adie para outra data o que for possível, até que se sinta com mais energia e com o humor em ordem. De modo geral, evite tudo aquele que exige muito de você.
  19. NÃO ESCONDA A TPM: Falar sobre o que está sentindo para quem convive com você (marido, filhos, amigas...) lhe trará benefícios. Acredite! Funciona. Meu filho hoje em dia até me pergunta: Tá com TPM mãe?! E ele acaba por respeitar os meus altos e baixos.
Infelizmente passamos por isso todos os meses, e o melhor é tentar manter a calma até que tudo esteja sobre controle de novo. No meu caso, até que na maior parte dos dias eu encaro bem, mas em outros estou no auge do nervoso, ou do choro.

Já tive fases, quando minha médica mudou meu contraceptivo (depois que o Luan nasceu), que os sintomas aumentaram muito. Resolvi conversar com ela e a medicação foi alterada novamente, o que resultou na melhora dos sintomas. Então, se não conseguir reduzir os sintomas naturalmente, o melhor é procurar seu médico. Ninguém merece TPM normal, imagina fora do normal.

De qualquer forma, há várias alternativas que podemos usar à nosso favor, precisamos apenas descobrir a melhor forma de encarar a situação antes de ter um ataque de nervos.

Agora me conta: Como é a sua TPM? Você consegue controlar? Se tiver algum segredo me conta, ok?!

Um beijo e até a próxima!


Imagens: Reprodução.

FONTE: O livro médico dos remédios caseiros. 
Referências: 
  • Dr. Guy Abraham - ex-professor de endocrinologia obstétrica e ginecologia da Faculdade de Medicina da Universidade da Califórnia em Los Angeles.
  • Dra. Penny Wise Budoff - diretora do centro clínico para mulheres em Bethpage - Nova Iorque.
  • Dra. Susan Lark - diretora do centro de Auto-Auxílio para a TPM (ou SPM) em Los Angeles - Califórnia.
  • Dr. Peter Vash - endocrinologista e médico interno do Centro Médico da Universidade da Califórnia - Los Angeles.

Sigam o Blog nas redes Sociais