Como fazer café e cappuccino cremoso em casa

O frio está chegando e com ele vem as receitas deliciosas para aquecer um pouco os nossos dias. Como sou daquelas pessoas que amam frio e bebidas quentinhas, hoje eu trouxe duas que são muito fáceis e rápidas de preparar. Então se você gosta de café prepare-se, porque você vai se apaixonar!

Meditação: Dicas para iniciantes

"Muitas pessoas ainda enxergam a meditação como algo místico, religioso, e na melhor das hipóteses, momento em que se faz uma reflexão sobre determinado assunto". Sim, ainda tem pessoas que não veem a meditação sendo usada para reduzir o estresse, a ansiedade, a depressão, na melhora da qualidade de vida, e em várias outras coisas como ser usada na educação, ambientes de trabalho e esportes.


Para você entender melhor, a palavra "meditar" vem do latim meditare, que significa voltar-se para o centro no sentido de desligar-se do mundo, voltar a atenção para dentro de si. Agora observe como a palavra meditar e medicina possuem o mesmo radical, do latim medeor, que significa "eu curo".

No processo meditativo ocorre uma conexão com a nossa essência que se resume em paz, amor, bem-aventurança, energia suprema e Deus.

Já me pediram várias vezes para "ensinar" a meditar, e hoje estudando mais afundo sobre o tema percebi o porque de não conseguirmos ter um passo a passo. Segundo a Amanda Dreher, "a meditação é interna, é um estado da mente, algo que acontece de dentro para fora. Por isso não pode ser ensinada teoricamente, mas sim experienciada na prática, na vida real, não tem outro jeito"... "O que é possível é ensinar o passo a passo para conduzir a mente ao estado meditativo, mas jamais o estado em si, é uma experiência íntima."

Eu comecei a meditar há pouco mais de um ano, não sou especialista no assunto, mas sou completamente apaixonada pelo tempo que passo comigo mesma e não abro mão desse momento de jeito nenhum. Geralmente pratico duas vezes ao dia, todos os dias, e se acho que preciso em um determinado horário fora desses, eu faço uns minutinhos e me sinto outra.

Dessa forma você pode perceber que meditação é prática e envolve dedicação e assiduidade. Ao praticar todos os dias você estará sempre em estado de paz e tranquilidade. Durante a meditação você conseguirá observar seus pensamentos, sentimentos e emoções, como eles vem e vão, e como se manisfestam.

Quando pensei em começar a meditar, procurei em vários lugares o que era preciso ser feito, como deveria sentar, respirar, me comportar durante esse momento comigo mesma... Li vários artigos, assisti vários vídeos, então pude perceber que aquela ilusão que passam que meditar é não pensar em nada, que a mente fica vazia..., na prática não existe, talvez seja mais um conceito passado errado, ou eu que não cheguei ainda nesse nível. Nesse momento tudo passa pela sua cabeça, um turbilhão de pensamentos passam na velocidade da luz e até parece que você não vai dar conta de todos eles. Acredito que é por isso que muitas pessoas tentam meditar e desistem, porque acreditam que realmente não é para se pensar em nada, como não conseguem, desistem.

Ao contrário disso, você pode observar seus pensamentos sem desejar que eles desapareçam. Com o passar do tempo e prática da meditação, você vai perceber que terá mais controle sobre eles, e conseguirá voltar rapidinho ao foco, que é a respiração.

Acredite, isso tudo é apaixonante! Ver os resultados no seu dia a dia é muito mais... Tudo muda! Sua expressão muda, seu olhar muda, sua voz e jeito de falar mudam, sua autoconfiança, seu autocontrole, seu sono, seus pensamentos, até seu andar muda, além da parte fisiológica, é claro!


Como sei que muita gente quer começar a meditar e não sabe por onde começar, vou dar algumas dicas... Mas ATENÇÃO! Não estou ensinando a meditar porque não tem como, mas as dicas que  estão nesse post funcionaram comigo quando comecei e acho que podem te ajudar.

Vamos lá!

  1. Qual seu real objetivo com a meditação? É ficar quietinho por alguns minutos, é ter paz, consciência dos seus pensamentos, relaxar, se conhecer? Cada pessoa tem uma intenção com esse momento, então defina o seu antes de começar. Já falei aqui no Blog sobre vários benefícios da meditação, talvez possa te orientar nessa questão.
  2. Escolha um lugar calmo e sem distrações, principalmente no começo, pois qualquer barulho irá te distrair. Uma música de fundo com fone de ouvido irá ajudar muito. Ainda nesse post vou mostrar o aplicativo que uso e amo.
  3. Use uma almofada de meditação, ou uma almofada/travesseiro comum, isso vai te ajudar a não se sentir incomodado após alguns minutos na mesma posição. Irá manter seus joelhos alinhados com o quadril e o principal, irá manter sua coluna ereta sem dificuldade. Se achar difícil no começo ficar sentada sem apoiar as costas, sente-se numa cadeira ou encoste numa parede. Aos poucos vai ficando mais fácil permanecer sentada e imóvel por um período sem estar apoiada em algum lugar. Quando comecei, eu apoiava na parede, e hoje posso ficar tranquilamente sentada por um longo período.
  4. Usar roupas confortáveis na hora da meditação é fundamental. Evite roupas apertadas como o jeans por exemplo. As roupas soltas e que permitem a transpiração são as melhores.
  5. Quando devo meditar? Sempre que precisar, quiser e estiver confortável para o fazer. Como eu disse, eu medito duas vezes (pelo menos) por dia, uma de manhã bem cedinho, sentada, só com música de fundo, sons da natureza, etc... e uma de noite, meditação guiada porque faço com meu filho, deitada para relaxar antes de dormir (quando fazemos deitada a intenção maior é o relaxamento). Confesso que algumas vezes durmo antes de terminar, o que é normal visto que você está fazendo um relaxamento, mas ela continua até acabar a meditação (eu dormi, mas meu subconsciente não), outras vezes termino e ligo sons da natureza para adormecer. Meu sono melhorou muito depois que passei a "meditar" principalmente de noite.
  6. Tenha um timer/despertador para "controlar" o tempo de meditação. Coloque mais ou menos o tempo que deseja permanecer ali meditando, sem se preocupar em abrir os olhos para ficar vendo as horas. A duração você define consoante o seu estado naquele dia, não adianta você estar agitado e colocar uma hora de meditação porque não é fácil manter o foco nesses dias. Falo isso por experiência própria, tem dias que posso passar uma hora meditando, tem dias que em 10 minutos já perdi o foco, tudo começa a doer, me sinto incomodada e paro. Do mesmo jeito que tem dias que coloco 20 minutos mas está tão bom ali meditando que quero ficar mais tempo. O importante é você praticar para se aprimorar, o tempo você vai definindo com a experiência.
As dicas acima são de preparação para a meditação, agora vou dar algumas dicas de meditação em si...


  1. O modo mais comum de meditação é sentado com as pernas cruzadas, mas há outras posições que você também pode ficar, o importante é manter as costas bem retas porque ajuda na respiração. Lembre-se da almofada, ela ajuda muito. Se achar incômodo sentar assim, pode utilizar uma cadeira, porém a coluna precisa se manter ereta e não relaxada no encosto.
  2. As mãos podem estar sobre as pernas, joelhos, relaxadas ao lado do corpo, escolha a melhor posição para que você, agora no início, esteja focado na respiração e não nas outras partes. Geralmente vemos fotos com pessoas meditando com a mão sobre o joelho, ou em outras posições, isso não é porque é bonitinho não, cada uma das posições tem significado e é chamado de Mudras.
  3. Foque na respiração, inspire e expire devagar para acalmar. Sempre que aparecer um pensamento aqui e outro ali, não se incomode com ele, não está acontecendo nada de errado, basta voltar a se concentrar na respiração, que esse sim é o propósito da meditação.
  4. Programe seu alarme quando já estiver tudo preparado. Recomendo que comece com poucos minutos por dia e vai aumentando conforme já se sinta mais confortável com esse momento. Siga o seu tempo, o importante é não sentir incômodo no corpo mais do que o normal. Talvez no início você sinta formigamento nas pernas, dor nos joelhos, nos pés, e até custe um pouco andar depois da meditação (aquela sensação de perna quando dorme, sabe?!), isso é normal mas com a prática isso passa logo... por isso recomendo começar com poucos minutos.
  5. Quanto à respiração, inspire e expire pelo nariz, mantendo a boca fechada (se possível) porém com o maxilar relaxado assim como os demais músculos da face, principalmente ao redor dos olhos e testa. Costumo dizer que sou muito expressiva porque até na meditação às vezes me pego com a musculatura dessa região toda contraída, mas quando percebo, procuro relaxar e foco na respiração de novo.
  6. No início, além de focar na respiração, eu observava as luzes, cores e formas que se manifestam quando estamos de olhos fechados. Acredito que todo mundo consiga perceber isso, cada dia tinha uma cor em destaque, uma forma, e às vezes funcionava mais do que focar na respiração em si.
  7. Se perder o foco na respiração, uma dica é contar a inspiração, ou a expiração, porque os pensamentos vão passear na sua mente, e é importante não se desesperar com isso porque é extremamente normal, até para aqueles que tem mais prática. Volte a prestar atenção no ar entrando e saindo pelas narinas, e se for preciso, conte.
  8. Não se cobre se não conseguir ou se não sentir nada no início, é assim mesmo, a concentração não acontece igual para todos e necessita de mais ou menos tempo para um do que para o outro. A prática da meditação acontece aos poucos, é um processo contínuo e com ela você logo perceberá um estado de calma e paz se desenvolvendo internamente.

Agora vou mostrar o aplicativo que eu uso e recomendo, que é o Insight Timer. Nele você encontra meditação guiada, músicas, podcast e tem o timer para você programar a sua meditação.




Acredito que essas sejam as principais dicas para você que quer começar a meditar. Falar sobre meditação envolve muita coisa, e tem muuuuuuuuito assunto a ser abordado.

Se você acha que esse artigo te ajudou a começar a praticar a meditação e quer que eu continue falando sobre esse tema, ou se tem alguma dúvida/sugestão, deixe nos comentários. Como eu disse, não sou especialista no assunto, mas sou curiosa e amo aprender, praticar e compartilhar.

Até a próxima!

Fonte: 
Livro: Meditar Transforma - Amanda Dreher
WikiHow



RENATA NICOLAU - 42 anos, mãe, formada em educação física e estética. Apaixonada por cosméticos e tudo relacionado à beleza. Ama aprender, ensinar e compartilhar conhecimentos. Está em busca um estilo de vida saudável, minimalista e com equilíbrio. Sua mais recente paixão é a meditação e o estudo sobre o subconsciente.




COMPARTILHE