Torresmo à moda antiga + Banha caseira

Já fazia muito tempo que estava querendo fazer torresmo aqui em casa, mas sabe aquele medinho de quando eles começam a estourar?! Pois é, confesso que esse era o meu maior receio. De vez em quando eu pedia para minha mãe fazer para mim, mas finalmente criei coragem e fiz o meu primeiro torresmo em casa, e consequentemente, a minha primeira banha também.

7 coisas que você precisa saber antes de ter um Pug

Tem como não se apaixonar por essa carinha? 


Sei que vou fugir um pouquinho do tema do blog, mas ele faz parte da minha vida e é impossível não ajudar minhas leitoras queridas quando elas me dizem que querem ter um pug, e eu entendo perfeitamente esse sonho, porque também era o meu =). Mas antes de ter um cão/cadela dessa raça é preciso saber algumas informações importantes, porque eles são fofos mas exigem certos cuidados especiais. Eu li muito sobre ter um pug em casa, e só depois é que decidi ter mesmo essa raça, porque não são brinquedos né, é uma vida que depende de nós. Então pensando em ajudar vocês a tomarem a decisão certa é que resolvi fazer esse post.

Antes de tudo eu preciso te fazer uma pergunta: Você tem tempo e disposição para ter um cãozinho tão especial como o Pug?

Não precisa responder agora, antes disso continue lendo o post e veja as 7 informações que separei para que você tenha certeza que é essa é a raça que você quer, e depois responda, combinado?!


7 Informações Importantes sobre o PUG:
  1. Excelente cão de companhia: Se você está à procura de um cão de companhia você achou a raça certa. O pug se acostuma muito bem com a mudança de ambiente, e convive muito bem com pessoas estranhas, crianças, idosos e outros animais. Adoram colo mas não lidam muito bem com a solidão, então pense muito bem antes de ter um se você passa horas ou dias fora de casa. É muito inteligente o que significa que é fácil de adestrar \õ/ (o Baruk com 4 dias aqui em casa aprendeu onde fazer as necessidades dele, claro que às vezes ele erra o lugar o que é normal, mas tive que dar muita atenção todas as vezes que ele levantava da cama =). Além disso tudo, é uma raça para se ter dentro de casa, e não do lado de fora.
  2. Não são grandes atletas: Por ter um focinho "achatado" eles tem dificuldades de respirar e consequentemente a sua capacidade de se exercitar é prejudicada. Por isso não é recomendado atividades exaustivas ou longas caminhadas, principalmente em dias quentes, pois não toleram muito o calor. Como já devem saber, os cães transpiram pela boca, e por ter uma boca pequena pode acarretar na hipertermia, o que resulta em vômitos, diarréia, prostração, e se for mais grave, até a morte. Mas, por ser uma raça que ganha peso muito fácil (próximo tópico), o pug necessita fazer atividade regular, nem que seja passeios curtos em dias com temperaturas mais amenas, ou até mesmo brincadeiras dentro de casa.
  3. Propensão ao sobrepeso: O corpinho robusto, compacto e musculoso do pug pode "esconder" muitas vezes o ganho de peso, o que dificulta a percepção do dono. Assim como nós precisamos de uma alimentação balanceada e temos problemas de saúde por falta dela, os animais também tem. Uma superalimentação e a falta de exercício leve é uma porta aberta para a obesidade do seu pug, e esse sobrepeso pode prejudicar o coração, ter diabetes e trazer muito estresse para as articulações e pulmões, tornando a respiração ainda mais dificultosa.
  4. Cuidados e Higiene: Aqui é um ponto que tem que levar muuuuuuuuuuuuito em consideração, porque é praticamente como cuidar diariamente de uma criança. Então se você quer ter um pug, tenha consciência que será preciso cuidar todos os dias dele. O pug solta muito pêlo, embora sejam curtos, então é preciso escová-lo pelo menos uma vez na semana. É preciso também lavar o carinha dele umas três vezes na semana e dar muita atenção às ruguinhas, pois nelas podem haver proliferação de fungos e assaduras, Para essa higiene pode-se usar soro fisiológico. Também com o soro é preciso limpar os olhos com frequência, pois eles lacrimejam muito o que pode irritar a pele. Detalhe: Seque as ruguinhas e os olhos após a limpeza. Quanto aos banhos, é recomendado que sejam quinzenais em água morna, e com shampoo para cães. Geralmente essa raça se assusta na hora do banho, por isso vale a pena conversar com ele com uma voz calma e tranquila (o Baruk tomou o primeiro banho dele no domingo dia 09/11, e ele se comportou direitinho, nem tentou fugir hehehehehhe).
  5. Emite sons: Amo demais os barulhinhos que eles fazem, desde a respiração ofegante como se ele tivesse corrido uma maratona, assim como o ronco de quando ele está brincando ou descansando (o meu começou a fazer os barulhos com uns 50 dias). O pug não é um cão que late desesperadamente como outros cães, o Baruk por exemplo começou a latir agora (com uns 55 dias) e só quando está brincando com meu filho ou quando estou preparando a comida dele. Quanto ao ronco enquanto dormem, é preciso ter atenção principalmente se o seu pug estiver obeso, pois esse ronco excessivo pode ser um quadro clínico de apnéia.
  6. Problemas de saúde mais comuns: Por serem cães de focinhos curtos e terem os olhos "saltados", estão propensos à batê-los e arranhá-los com a própria unha, assim como é preciso também ficar atento às secreções esbranquiçadas nos olhos dos pugs. Outros problemas comuns são: hipertermia, obesidade, meningoencefalite do pug, rinite alérgica, dermatite, anestesia (são sensíveis à anestesia geral).
  7. Sensíveis à temperaturas: Sejam em temperatura quente ou fria, é preciso ter cuidados com o pug. Assim como ele sente muito calor, em baixas temperaturas é preciso agasalhar muito bem, além de ter muita atenção do local onde está a sua caminha, nada de deixá-la em corrente de ar. Podem sofrer choque térmico se não tomar cuidado, nada de tirá-lo do banho e colocá-lo do lado de fora da casa, espere pelo menos uns 30 minutos.
As fotos abaixo eu tirei nos dias que a temperatura subiu demais e o Baruk trocou a cama dele pelo pote de água eheheheehehehe, ele dormiu no chão coladinho no pote porque eu sempre colocava uma pedra de gelo para mantê-la fresquinha. 



As dentadinhas do pote não são dele, esse pote era da minha outra cadela.

 Para finalizar o post, vou passar as principais características do Pug:
  • Cor: Abricot, prata, preto, fulvo
  • Tempo de vida: 13 a 15 anos
  • Olhos: escuros, grandes, redondos e brilhantes
  • Nível de energia: Baixo
  • Pelagem: curto, fino, macio e brilhante
  • Principais qualidades: gentil, afetuoso, adaptável à ambientes, pessoas e animais, muito inteligente e leal
  • Peso: 6 a 8,5 kg
  • Altura: macho 25 a 28 cm - fêmeas são geralmente menores
  • Preço: varia de região para região - R$1.200,00 a R$3.000,00


Há várias outras informações importantes que precisam ser consideradas antes da escolha da raça, essas são apenas algumas que acho bom saber antes de ter um pug como animal de estimação, mas vou falando aos poucos porque como podem perceber, tem muita coisa que precisa ser lida antes de ter esse fofo. Eles são cães sensíveis a muitas coisas, e se você não estiver preparado para ter um é melhor esperar mais um pouco. Os pugs são cães adoráveis, super carinhosos, meigos e doces, mas é como se você tivesse mesmo uma criança dentro de casa, os cuidados são extremos para que ele viva muito tempo com você.

E é isso amores, se quiserem saber mais alguma coisa, deixar perguntas e sugerir tema para um próximo post, já sabem, usem o espaço dos comentários aqui abaixo que terei o maior prazer em te ajudar.

Beijoooo.

Fonte: Agenda Pet

Sigam o Blog nas redes Sociais
Facebook  -  Instagram  -  Twitter  -  Youtube  -  Pinterest